Pages Navigation Menu

O Melhor site de turismo LGBT

Carnaval de Olinda terá primeiro boneco gigante gay

O tradicional carnaval de bonecos gigantes de Olinda (PE) ganhará o primeiro personagem gay

Olinda no Carnaval

Olinda no Carnaval

Além de figuras de Hugo Chávez e Ivete Sangalo, o tradicional carnaval de bonecos gigantes de Olinda (PE) ganhará o primeiro personagem gay. Ele vai desfilar no novo bloco do Menino Rosado, que sai às ruas também pela primeira vez no domingo, 23. Embalado por um frevo que celebra a diversidade, o novo bloco quer reunir gays e héteros na mesma folia.

Os responsáveis pelo bloco são dois foliões experientes: o empresário Ricardo Cavalcanti e o artista Silvio Botelho. Conhecido como pai dos bonecos, Botelho, desde 1974, é o bonequeiro responsável pela criação dos personagens que animam o carnaval de Olinda.

O primeiro desfile do bloco Menino Rosado era para ter acontecido no ano passado, mas, devido à grande quantidade de trabalho de Botelho, o boneco gay só ficou pronto dois meses antes do Carnaval. “Não dava tempo de colocar o bloco na rua”, lamenta Cavalcanti.

O nome do bloco foi inspirado em uma brincadeira com um funcionário do empresário de Olinda. “Ele gosta de usar camisas rosas e comecei a  chamá-lo de menino rosado da 13 de maio” – rua localizada no centro  histórico de Olinda, ponto de concentração do público gay durante o carnaval da cidade.

O endereço gay é justamente o tema do frevo criado por Cavalcanti para animar o desfile de estreia do Menino Rosado.  O empresário garante que o funcionário que deu nome ao bloco vai participar da folia, de rosa, e com a esposa.

Boneco gay

Já o projeto do ‘boneco gay’, que ganhou o mesmo nome do bloco, surgiu em uma conversa do bonequeiro Silvio Botelho com o prefeito Renildo Calheiro (PCdoB) e a ex-secretária de Cultura e Patrimônio, Márcia Souto.

Na ocasião, o artista foi convidado a montar o primeiro boneco gigante voltado ao tema da diversidade.  Com isso, o Menino Rosado se tornou o primeiro boneco gay de Olinda e Recife. E o bloco carnavalesco, o primeiro ligado ao tema da diversidade a ter um registro na cidade, segundo Cavalcanti.

“Mas nossa ideia é reunir tanto o público homossexual quanto o heterossexual, promovendo igualdade de gênero”, observa Cavalcanti.

O bloco do Menino Rosado também fará uma homenagem a um boneco famoso da região, o ‘Menino da Tarde’, que completa neste carnaval 40 anos de existência. “Foi o primeiro boneco do artista plástico Silvio Botelho, confeccionado em 1974″, diz Cavalcante.

O boneco Menino Rosado também estará no badalado encontro dos bonecos gigantes, um dos maiores eventos da cidade que acontece na terça-feira de Carnaval.

“Este ano, o homenageado será Ariano Suassuna, suas obras serão contadas no desfile do Galo da Madrugada, que é o maior bloco carnavalesco do mundo”, conta Cavalcanti.

Blocos de Olinda

Os blocos de Olinda em geral se concentram no começo da tarde e antes de anoitecer ganham as ruas. É quando o boneco sai com os passistas de frevo.

Logo atrás vem a orquestra de frevo com cerca de 50 músicos arrastando os foliões fantasiados ou com camisas do bloco, pelas ladeiras da Cidade Histórica.

No caso do Menino Rosado, Cavalcanti informa que o bloco terá alguns convidados especiais, como o artista plástico João Andrade e Pedro Augusto, travestido de ‘Vagiene Coqueluche’, drag queen conhecida na cidade.

O primeiro desfile do bloco do Menino Rosado acontece no próximo domingo, dia 23 de fevereiro, a partir das 12h, no Centro de Cultura Luiz Freire, sob o comando do empresário Ricardo Cavalcanti e do pai dos bonecos gigantes de Olinda, Silvio Botelho.

Fonte: UOL (http://carnaval.uol.com.br/2014/recife-e-olinda/noticias/2014/02/21/carnaval-de-olinda-tera-primeiro-boneco-gay.htm)

Foto: Williams Aguiar/Prefeitura de Olinda

468 ad

One Comment

  1. Great inhitsg! That’s the answer we’ve been looking for.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *